PL contra a limitação na internet fixa é adiado e Anonymous ameaçam senadores

O Projeto de Lei 174/ 2016, que proibiria as empresas de telefonia a limitar o serviço de internet fixa por franquia, similar ao que ocorre com internet móvel, terá a votação adiada nesta terça-feira (12/07) no Senado. O texto perderá também a urgência de tramitação, já que a Comissão de Ciência autorizou pedido de vista – não se sabe para quem até o momento.

Caso tivesse aprovação dos senadores, o projeto iria para apreciação na Câmara para posterior sanção ou veto da presidência. Este é apenas um dos mais de 25 projetos de lei que proíbem as teleoperadoras de mudaram a forma como cobram pelo serviço prestado.

De autoria do Senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), o PL visa modificar o Marco Civil da Internet para vedar a instituição de planos de franquia de dados na banda larga fixa de oferecer planos com limite de dados.

Ferraço argumenta que diversos aspectos do exercício da cidadania dependem da internet, como ensino a distância, declaração do imposto de renda e pagamento de obrigações tributárias e, por esses motivos, não seria razoável limitar o tráfego de dados na rede.

grupo Anonymous mais uma vez se manifestou favorável ao projeto.

Os hackers publicaram uma lista com todos os senadores em exercício, o telefone de seus gabinetes e seus e-mails corporativos, nesta terça-feira com a seguinte mensagem:

Já sabem, né? Quem votar contra vai ter #‎exposed, internet 3G cancelada e 30 caçambas de entulho na porta da garagem no dia seguinte!

O grupo expôs dados de toda a diretoria da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) no começo do mês. Informações como CPF, RG e endereço do presidente da agência reguladora, João Rezende, foram reunidos e expostos numa pasta de acesso público.

Fonte: http://www.tudocelular.com/planos/noticias/n74783/Senado-adia-votacao-internet-fixa-anatel-limite.html

Deixe uma resposta